Toda história de amor é única

by - sexta-feira, junho 12, 2015

Ai, ai. Sei que nenhuma comemoração pode ser mais comercial do que o dia dos namorados, mas isso não me faz suspirar menos com essa data, que eu acho linda! Acredito que comemorar o amor sempre é válido. É claro, não apenas dia 12 de junho, mas todos os outros dias do ano. 

Certa vez a minha mãe me contou que o amor é como uma plantinha, na qual devemos regar e cuidar todos os dias com muito carinho e dedicação, desde então esse é meu "lema". Não apenas no namoro, mas em qualquer relacionamento que eu possuo, familiar, amoroso ou amizade, procuro sempre cuidar com muito carinho e atenção. É claro, isso faz parte da minha personalidade (ser carinhosa), mas nunca vou esquecer o que minha mãe me disse, pois é a mais pura verdade. Portanto, a mensagem que eu gostaria de passar para vocês hoje é: reguem o amor todos os dias! <3

Como hoje é dia dos namorados, decidi convidar minhas leitoras (e leitores) lá pelo Instagram e pela Página do Facebook para que me enviassem histórias de amor que aconteceram com elas, sejam essas histórias tristes ou felizes, super diferentes ou normais. Eu adoro ler esse tipo de coisa, então achei que seria muito interessante o post! :) Vale lembrar que algumas dessas histórias estão em anônimo, já que algumas leitoras não quiseram se identificar. 

Vamos conhecer esses casos de amor? 


O VIRTUAL 


"Tudo começou no ano de 2009, através de uma doação de fotos fake no Orkut (sim, existia orkut nessa época rs). Pois é, nessa doação havia fotos minhas e fotos do meu namorado atual. Numa dessas fotos que ele doou, eu comentei e diversas outras meninas também comentaram. Ele me adicionou no mesmo instante e de ali em diante começamos a conversar todos os dias. Foram se passando os anos e as coisas mudando... Em 2010 começamos a demonstrar mais os sentimentos, mas como tínhamos 15 anos e ele mora em São Paulo (e eu sempre morei em Campinas), naquela época ficava difícil de nos vermos pessoalmente, então fomos mantendo contato apenas pelas internet via Msn, Skype, Orkut, aí surgiu o Facebook e afins. 

Nesse período de tempo aconteceu tantas coisas: ele namorou duas meninas e eu namorei dois meninos, por coincidência fomos o terceiro de ambos.  Na época em que eu namorei (no ano de 2011), namorei um ano e um mês e fiquei esse tempo todo sem falar com ele durante meu esse namoro, mas foi uma fase horrível. Passei por diversas experiências pensando no que fazer, como ir atrás dele porque eu tinha o excluído do MSN. Mas eu sabia o número de telefone dele de cor e numa determinada época voltamos a nos falar pelo Facebook. Eu estava namorando ainda e fazia isso escondido do meu ex. Conversa ia e vinha, e pudemos perceber que independente do tempo que tínhamos ficado sem contato, aquela conexão que sempre tivemos não estava acabada, ela existia e estava mais intensa do que imaginávamos. Passou essa fase, eu tomei a iniciativa e decidi finalmente terminar com meu ex e ir atrás do meu atual, que era o menino do Orkut. Dito e feito, eu terminei e continuei alimentando essa “paixonite".

No ano de 2013, apesar de muitas conversas para combinar dele vir aqui em Campinas ou eu ir em São Paulo, uma acabou dando certo. Desde então, desde a primeira vez que nos vimos estamos finalmente juntos e isso faz dois anos e meio. Através dessa minha história pude incentivar as outras pessoas a não desistirem do que querem, sempre persistirem e se quiserem, continuarem atrás até conseguirem. Deus sempre sabe o que faz, e nada acontece por acaso. Sempre existe uma pessoa certa, na hora certa e no momento certo. Graças a Deus eu tive essa sorte. É..Deus e o destino foram generosos comigo e eu tenho vontade de contar essa história pelos quatro cantos do mundo."

@criiscardoso_

CORAÇÕES DESPEDAÇADOS


"Histórias de amor sempre comovem, seja por um final feliz ou não. Dessa vez, é a história de dois pequenos corações quebrados e esmagados, com suas histórias distintas e próximas.
Um deles resolveu se apaixonar por uma garota que, aos olhos dele naquele período, era a mais linda com os olhos mais bonitos já vistos. Durante boa parte do ano, este coração, perdido no amor, tentava conquistar essa menina que o encantava cada dia mais. Lhe dava presentes e flores e nada a satisfazia. Com o passar do tempo, o rapaz descobriu que a moça já havia perdido seu coração nas mãos de outro homem, apesar de que este não ligava muito para o fato. Após meses de insistência, o coração apaixonado do garoto resolveu se desmanchar em pedaços e desistir de tudo que ainda lhe dava forças. Para o outro coração, por mais que os acontecimentos sejam diferentes, o resultado acaba na mesma situação. Apaixonada por um garoto da escola, essa menina faz de tudo para lhe chamar a atenção. Ouve as mesmas músicas, se veste da mesma forma e faz diversas outras coisas para, sem sucesso, despertar o coração frio pela qual está louca de amor. Com o passar do tempo, e com muita frustação, ela e seu coração quebrado resolvem partir para novas tentativas, conhecendo gente nova, que os faça sentir bem, mesmo que estejam a muitos e muitos quilômetros distantes. Na verdade, era apenas uma enganação da garota para seu coração, como se ele tivesse sido colado com fita adesiva, que logo vai se desgrudar e se despedaçar novamente. Por algum acaso estranho, os dois corações tinham coisas em comum, como amizades. Ou como um deles ser amigo do garoto da escola pelo qual o segundo coração estava apaixonado. Assim se conheceram em uma rede social. O coração da garota tentava aproximação com os amigos de sua antiga paixão, e o rapaz desolado procurava novas distrações e alguma fuga para sua decepção amorosa. Começaram as conversas, que se transformaram em um encontro, mesmo que não fosse nada de romântico, era uma forma para ambos se conhecerem. E foi nesse momento, quando os dois se olharam pela primeira vez ao vivo, que seus dois corações se rearmaram de novo. Se conheceram no final de outubro e passaram por momentos de grande química durante novembro. Até seu final, quando a garota não aguentou ver seu antigo amor junto à sua melhor amiga. Foi o fim para ela e para a relação com o seu mais novo amigo. Com mais uma perda de um novo amor que surgia, o primeiro coração da história praticamente se desfaz. Duas decepções em menos de um ano era demais. A depressão era enorme. Não comia, não sorria, não se relacionava com a família e com os amigos. Não fazia nada. Após mais de um mês sem se falar, a garota resolve ir atrás do menino, em janeiro. Ela não pediu desculpas, apenas disse um singelo “oi”. Bastou para reanimar os corações deprimidos. A partir daí, foram várias tentativas – todas frustradas – de iniciar um romance. Os dois se tratavam como melhores amigos, mas sabiam que era mais do que isso e estavam sempre a espera de um movimento a mais do outro. Passaram-se mais seis meses até que, finalmente, os dois corações dispararam. Haviam dado seu primeiro beijo juntos, o primeiro de muitos, o primeiro de uma relação que dura anos, e está de pé até hoje. Ter me apaixonado e caído de amores logo de cara naquele pequeno coração despedaçado foi a melhor coisa que já aconteceu na minha vida. Hoje eu cultivo um relacionamento sincero com honestidade, respeito, confiança e muita paixão. Não há nada maior e mais importante no mundo do que isso. Amar alguém que te ama por quem tu é, e não por quem essa pessoa quer que tu seja é a sensação mais maravilhosa que se pode sentir e eu devo recomendá-la a todos, com todo o meu coração, agora bem estruturado. Muitos dizem que corações quebrados são difíceis de consertar. Que, como são muitos pedacinhos para juntar, leva muito tempo até tudo estar junto mais uma vez, e dizem que nem sempre vale a pena tentar juntar tudo. Mas não é bem por aí. Corações podem ser facilmente recuperados com uma conversa sincera e um amor honesto. Corações são facilmente conquistados com quem tu é de verdade, por quem tu é fazendo o que tu tem vontade de fazer, sem se preocupar com o que vão achar de ti mais tarde. É claro, nem tudo sempre vem na primeira chance, assim como nem tudo está perdido para sempre. Surpreendam sempre, seja com presentes, com carinhos ou com atos sinceros feitos de coração. Sejam o que vocês bem quiserem ser, pois sempre haverá um louco que vai gostar das mesmas loucuras que tu gosta. Sejam sempre o melhor que podem ser. Tenham sempre um coração esperançoso e cheio de amor. Tenham sempre um coração despedaçado como o meu, capaz de amar incondicionalmente quem retribuir da mesma forma."

Henrique Ternus Lamb

O PLATÔNICO 

"Bom, lá pelos meus 11 anos, eu era muiiito diferente (pra não dizer feia hahaha), bem aquela coisa de filme: dente mega torto, óculos, cabelo esquisito, enfim... e eu achava um guri lindo, o nome dele era Felipe. Sonhava muito com ele, de verdade, e sempre pensava "Ah! Nunca né...". Nunca nem tentei nenhuma proximidade, nem aquelas bem de longe, como convidar no Facebook. Acompanha pelo Twitter e só! 

Passados uns bons anos, com 15 anos eu já tinha "superado" a paixonite, mas ainda lembrava. Foi quando eu criei coragem pra pelo menos convidar no Facebook, mas pela minha surpresa, ele tinha namorada hahah mesmo assim eu nunca provoquei, nem nada, acompanhava ainda de longe, com aquela de sensação de "Um dia vai ser minha vez". Dezembro de 2013, mexendo no Facebook eu descobri que meu príncipe não tinha mais namorada (YAYY hahaha), mas ainda sim fiquei na minha... 

Fevereiro de 2014, perto do meu aniversário, ia fazer uma reuniãozinha aqui em casa e convidei uns amigos, pra minha supresa, amigos em comum, logo por pura educação hahaha disse que podiam trazer o Felipe, acabou que nenhum deles veio :( 

Depois, em um aniversario de amiga, encontrei ele e FINALMENTE demos nosso primeiros oi, conversamos, mas ficou nisso mesmo. Começamos a conversar pela internet, até que dia 16 de fevereiro nos encontramos em uma formatura e fomos de brincadeira tirar uma foto com um guri aqui da cidade que canta, mas pra brincar, falamos que se ele tirasse uma foto com nós, eu daria um selinho nele. Bom, após a foto o guri pergunta "Ta e o beijo?", daí que o Felipe fala "Ah cara ela é minha namorada, nem dá.". Depois disso, acabamos ficando e juro que quase nem dormi, depois de anos, realizei meu sonho! Mas não acaba aí hahah a gente começou a se ver várias vezes e tínhamos um "ritual", sempre tirávamos muitas fotos, sem a intenção de postar nem nada, afinal nem namorávamos, mas tínhamos aquilo guardadinho pra nós!!

Três meses depois desses encontrinhos, ele me pediu em namoro e eu nem acreditei, achei que nunca nem iríamos ter nada e quando eu vi, estávamos namorando! Até que ele me contou que me conhecia SIM há anos, como eu conhecia ele, mas que ele me achava muito feia ahaha não é pra menos, juro, depois te mando uma foto em off Dó, tenebrosa hahahaha!! 

Hoje estamos juntos a mais de um ano e vamos comemorar nosso segundo dia dos namorados juntos, entre tantos outros momentos que já vivemos, além de ser esse grande amor, é meu melhor amigo e companheiro..."


À DISTÂNCIA


"Nos conhecemos no Tumblr no ano de 2013. A partir daí ele me adicionou no Skype e começamos a conversar, ficávamos altas horas no computador, ficamos bem amigos mesmo. Moramos em cidades diferentes, por aí já começa a danada da distância colocando dificuldade. Pois então, conversa vai e conversa vem, fomos cada vez ficando mais próximos, e além da amizade começou a rolar um sentimento maior.

Nos conhecemos em março de 2013, nesse mesmo ano, no mês de agosto, resolvemos nos abrir realmente, ele falou que estava sentindo algo por mim, eu sentia o mesmo por ele, e com isso fizemos um acordo de a partir dali, um estava comprometido com o outro, um namoro mesmo, mesmo sem a gente nunca ter se visto pessoalmente.

Ficamos assim por um bom tempo, só mantendo contato pelo celular, computador e afins. No ano seguinte, eu resolvi tomar uma iniciativa (não que ele não tivesse tomado), resolvi fazer uma surpresa! Em outubro de 2014, mês do aniversário dele, eu resolvi ir conhecê-lo pela primeira vez. Assumo que nos dias antes do encontro eu fiquei hiper, mega, super nervosa, até a chegada finalmente do dia da viagem. Esse dia meu nervosismo foi supererado. Quando eu o encontrei, fiquei tão gelada, meu coração parecia querer sair pela boca e com isso, posso dizer com a maior certeza do mundo que foi um dos dias mais especiais da minha vida.

Continuamos juntos firmes e fortes, apesar da distância que atrapalha bastante, pois não nos vemos com muita frequência, mas quando nos encontramos, fazemos o possível para que faça valer cada minutinho daquele dia.

E um recadinho para muitas pessoas que tem esse tipo de relacionamento: NÃO desistam , se te faz feliz, se sabe que vai valer a pena, vá fundo!"

Anônimo



APRENDIZADOS, MEMÓRIAS...


"Eu nunca fui de acreditar em grandes amores e nunca pensei que eu fosse viver um, daqueles que fazem o coração disparar com as coisas mais simples que podem acontecer. Mas, com o garoto certo, eu comecei a acreditar que esse amor existe sim e que é muito mais forte do que a gente pode imaginar. 

Um dia eu estava na casa da minha amiga e um menino me chamou no MSN, nunca tinha ouvido falar dele, nem imaginava quem era! Começamos a conversar e ele fazia com que eu me sentisse bem.. No entanto, pra mim, era só mais um amigo que eu gostava de conversar, até que esse sentimento começou a mudar. Eu não sabia direito o que era, nunca tinha sentido isso por outra pessoa e também não entendia o que passava pela minha cabeça, eu esperava o dia todo para conversar com ele e também contava os minutos para vê-lo. . Depois de algum tempo, descobri o que era aquilo que eu sentia: eu realmente gostava dele, mas não queria que ele soubesse. Tinha medo do que ia acontecer, éramos novos e tínhamos nos visto pouquíssimas vezes. Continuamos conversando, até que um dia ele descobriu o que eu sentia, e aí as conversas mudaram.. Posso dizer que essa mudança foi pra melhor, ele era diferente comigo e comecei a acreditar que aquilo ali podia dar certo. 

Passou alguns dias e ficamos, pronto! Eu era a menina mais realizada que existia, mas tinha certeza que ia ser aquela ficada e cada um pro seu lado.. Só que eu estava errada. Cheguei em casa e continuamos nos falando, e foi aí que começou a nossa história. Começamos a ficar sério, meu sentimento cada dia aumentava mais e a minha felicidade também.

Por fim, a nossa histórias teve várias vírgulas, que mesmo que machucassem muito, fizeram a gente aprender coisas um com o outro que juntos não aprenderíamos. Foram muitos e muitos meses de alegria, de beijinho, de amor e de parceria, mas como quase todas as histórias, teve um final, pena que não foi feliz. 

Chegou o dia do ponto final e eu sofri, achei que nunca mais iria passar aquela dor. Depois de anos, ela amenizou, mas a saudade do meu primeiro amor eu tenho certeza que nunca passa, porque nunca nenhum garoto vai ser o que ele foi na minha vida. E a saudade está sempre por perto, ela não dá férias e nem um tempinho, ela persegue sempre, só que gente aprende a conviver com ela. 

Sei que se for pra ser, um dia ele voltará, junto com a felicidade e o pedacinho (ou pedação) do meu coração que está com ele até hoje."

Anônimo 

O DESTINO


A Maia não conseguiu me enviar um texto sobre seu relacionamento, mas ao invés disso, ela me mandou três vídeos lindos. O primeiro, onde eles contam um pouco da história dos dois. O segundo é do pedido de noivado e o terceiro, do casamento lindo deles, intitulado como Mar de Amor. <3 Gente, vale a pena assistir! Coisa mais linda!

A história

"Esse conta como nos conhecemos e a nossa história (nesse video o produtor fez perguntas individuais para mim e para ele, e sem nós sabermos as respostas ficaram muitooo parecidas)"


O pedido de noivado


"Quando o Muka marcou um final de semana de pascoa em Canela,  ele reservou um hotel muito lindo e aconchegante e tudo mais , e eu bem tonta jamais pensei que ele me pediria em casamento, então esse é o video do nosso noivado! Foi muito legal pois quando vim morar com ele, aqui em floripa, vim na pascoa, e ele me pediu em casamento também nessa data e de uma forma muito inusitada!  OBS: amo kinder!"


O casamento


"O nosso casamento que preparamos com TODO AMOR do mundo para as pessoas mais especias da nossa vida, foi um momento unico onde conseguimos dividir e multiplicar o nosso amor, e principalmente conseguimos passar o amor adiante ... foi um MAR DE AMOR, um mar de emoções..."


AMOR DE ANOS


"Em outubro de 2009 eu e o meu  namorado da época terminamos e isso me deixou muito abalada emocionalmente. Fiquei chateada por alguns dias e depois de alguns dias de tristeza eu conheci outro garoto. Ele era interessante, e eu fragilizada resolvi dar uma chance a ele. Eu estava gostando de ficar com ele. Porém um belo dia em Dezembro de 2009, esse garoto me ligou do jeito que sempre fazia e eu me senti mal de falar com ele sem motivo algum. Tratei ele mal no telefone. Acredito que houve uma pontinha do destino aí, pois realmente depois daquela ligação eu e ele estávamos com os dias contados

Cheguei em casa, dormi um pouco pois estava cansada e quando acordei liguei o meu computador. Na época o Orkut estava em alta, e eu recebi uma solicitação de amizade de uma garoto que eu nunca havia visto nem ouvido falar. Não aceitei. Achei estranho, a foto dele era só da metade do rosto, o que já me fez pensar: Vixi, deve ser feio. 

Quando decidi aceitá-lo ele, ele já me mandou um recado perguntando se eu tinha msn, e eu respondi o recado com o meu msn. Ele me adicionou, eu aceitei e ele já veio logo puxar papo. O nome dele é Renato e a primeira coisa que ele falou comigo eu já dei um corte“ nele. Mas acho que ele gostou, pois ficamos das 00:00 até as 06:00 conversando. Foi incrível como a gente se entrosou. Na semana seguinte nós conversamos todos os dias, e aquele outro menino que eu comentei no começo do texto, aquele realmente dançou.

 A semana passa, conversa vai e vem e nós decidimos nos conhecer pessoalmente.  Era sábado a noite, dia 19.12.2009 e ele foi até a minha casa.Conversamos um pouco na frente do portão e decidimos sair pra tomar um Milk-shake. Caminhamos até o local e estava fechado. Decidimos voltar pra frente da minha casa e caminhamos muito devagar para ir conversando mais. Eu particularmente estava encantada. De repente, ele parou a conversa do nada e disse: Sami, quero te beijar. E veio me beijar, mas eu me esquivei e disse que estava com vergonha. Aí continuamos andando e conversando. De repente do nada ele me puxou e me deu um beijo (eu cedi, obvio), fui pega de surpresa. E como eu amei essa surpresa. Foi incrível. 

Nos dias seguintes continuamos ficando. Estava tudo perfeito, porém, com os dias contados. O ano novo estava chegando, e como de costume ele ia viajar para praia e eu ia viajar para uma cidade do interior. Ambos iríamos ficar um mês fora da nossa cidade, o que ia complicar muito as coisas. 

Nos vimos pela última vez no dia 30/12/2009, nos despedimos mas eu não senti que seria um adeus. Pelo contrário, essas viagens só me fizeram ter mais vontade de estar com ele quando ambos voltassem. Ele estava lá, eu estava cá mais ainda sim nos falávamos pelo computar quando dava e por mensagens e ligações todos os dias. 

Quando chegou no dia 06.01.2010 ele me mandou uma mensagem dizendo que não ia conseguir aguentar não me chamar de namorada. Me pediu em namoro por mensagem. Foi uma mensagem simples, mas foi especial demais. Porque eu percebi que aquela angústia de ele estar lá e eu estar aqui não vinha só de mim. Ele também queria algo a mais, e também queria garantir que eu estivesse esperando por ele quando ele voltasse. 

Ter ele de novo em meus braços foi a coisa mais reconfortante que eu poderia sentir. Ver que todas aquelas mensagens, ligações e pedido de namoro foram verdadeiros. Desde aquele dia em diante nós nunca mais nos separamos. O que nos leva aos dias de hoje. Estamos juntos à 5 anos e quase 6 meses. Estamos morando juntos a quase 7 meses. E sinto que a nossa vida a dois veio só a somar, pois desde os meus 14 e 16 anos dele estamos juntos sabendo que podemos contar um com o outro para simplesmente tudo. Somos mais que dois simples namorados. Somos um casal, somos parceiros, somos amantes, somos melhores amigos e nada nem ninguém pode desfazer isso. Apenas nós mesmos. Por isso lutamos todos os dias para fazer tudo dar certo hoje e sempre. Todos sabemos que nem tudo são flores em um relacionamento, mas posso dizer que tudo é aprendizado. Tanto as coisas boas quanto as coisas ruins. "

____________________________________________________________________________________________


Bom meninas... E então é isso! O post ficou ENORME, mas eu quis muito compartilhar com vocês todas essas histórias, que são lindas e cada uma com suas particularidades. Se vocês gostaram da ideia e acham que seria bacana mais postagens com a participação das leitoras aqui no blog, comentem muito viu? <3 

Beijocas e um feliiiiiiiiiiiiz dia dos namorados!

You May Also Like

2 comentários

  1. Serio o Platônico me lembrou muito minha adolescência, até o nome do menino é igual.
    Só que não teve final feliz, e depois que passou a paixoniti vi que ele era um completo idiota, baladeiro ,bebado enfim.. tudo que eu não via quando era apaixonada por ele.
    Depois de alguns anos viramos amigos, tanto é que ajudei ele a voltar com a namorada agora noiva dele.
    Adorei o post Dó, é sempre legal ler historia de pessoas que nem conhecemos e parece que estão contando um pouco sobre nós.
    Ps: Esse vídeo de Casamento é lindo de mais, sempre choro.
    Beijos :*
    www.filhafashion.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. UAU!! Pois é, nesse mundão deve ter muitas histórias parecidas onde a gente se identifique :P uahuahua Que bom que gostou! :) Bjuuu

      Excluir