10 dicas básicas para começar um blog | Parte 2

by - sexta-feira, julho 15, 2016

Dando sequência a primeira parte do post 10 dicas básicas para começar um blog, hoje vou comentar um pouquinho com vocês a respeito das partes finais da criação de um blog. Mais ou menos o que fazer depois da parte mais técnica, entende?

Aliás, se você ainda não leu a primeira parte das 10 dicas básicas para começar um blog, sugiro que você leia agora, antes mesmo de dar continuidade nesse post aqui. Combinado?

Mantenha-se inspirado


Essa dica pode parecer muito boba e clichê, mas é a mais pura verdade. Quando você tem um blog, dependendo do seu foco e do seu desejo, é necessário que você mantenha uma frequência (alô, último item desse post). No entanto, para que você consiga manter essa frequência sem ser repetitivo no que diz, precisa estar sempre recheado de ideias e inspirações.

O que ninguém te conta é que na prática isso é muito, muito difícil. Quer dizer, não serei tão cruel: no início provavelmente será fácil, pois você nunca escreveu sobre aquilo e ainda possuirá muitas novidades para escrever a respeito. Depois disso encontra-se a fase mais complicada. A animação inicial vai se esgotando, o ritual de escrever para o blog acaba tornando-se nada mais nada menos do que um hábito e é nessa hora que você precisa estar abastecido de ideias. Bloqueios criativos sempre existirão e provavelmente você não conseguirá fugir deles.

Pois bem. A partir do momento que você começa a trabalhar com criação de conteúdo, sua mente se automatiza a captar assuntos interessantes o tempo todo. Logo, nem sempre é necessário a realização de várias pesquisas para saber o que postar, pois as ideias surgem do nada. O x da questão é que você precisa estar atento à elas e sempre, sempre MESMO anotar tudo que te vem a cabeça. Esse processo é de extrema importância! 

Atenção: anote até as ideias mais bobas. Elas podem ser úteis depois!

Se por acaso suas ideias estão se esgotando e você simplesmente não tem mais nada para falar sobre, agora é a hora de pesquisar. Eu amo/sou Pinterest. Esse site é vida!

Programação e organização


De certa forma você deve estar se perguntando: "meu Deus, para quê tanta burocracia e mimimi diante de um blog?". Bem, eu levo isso realmente a sério e tenho um compromisso fiel com meus leitores. Se essa é também a sua intenção, infelizmente te digo que essa é uma das poucas opções: ser organizado.

Mas acalme-se. Ser organizado não quer dizer exatamente ser organizado. LOL! Eu explico.

Vou te dar um belo exemplo: sempre me julguei uma pessoa super desorganizada por não ter muito afeto pela atividade de organizar coisas e objetos. A frase que mais ouvi em toda a minha vida, provavelmente foi "Dóris, vá arrumar esse quarto!". E por esse motivo, lógico, sempre julguei a mim mesma como a pessoa mais desorganizada da face da terra. 

Entretanto, depois de ter começado com o blog, percebi que esse meu lado realmente mudou. Enxerguei em mim uma pessoa organizada SIM. Eu possuo um planejamento, uma programação e sigo a eles sempre que posso. Não sou a chata da organização que fica cheio de mimimi, mas para meu entendimento e funcionamento é essencial que eu possua uma organização no mínimo mental.

O que quero dizer: preciso ter um calendário onde eu escrevo qual post vai sair em tal dia do mês. Geralmente eu não sigo isso a risca e o planejamento muda constantemente o mês, mas poder visualizar tudo isso arrumadinho me dá satisfação e faz com que meu trabalho seja muito melhor.

Mas não pire! Você não precisa se forçar a ser o que não é (no caso, organizado). Encontre uma maneira que você se sente bem e que favoreça sua produção de conteúdo. Cada um tem o seu jeito próprio e isso precisa ser respeitado!

Produção


Esse item basicamente fala sobre o dia a dia. Cada vez que você precisa produzir determinado post, reflita sobre cada passo que precisa ser seguido para que sua tarefa seja realizada. Mentalize tudo o que for necessário para aquilo e foque! 

Nessa etapa é preciso por a mão na massa mesmo. Se jogue, planeje e FAÇA! Não há segredos ou dicas, a meta é por em prática as suas ideias.
 

Divulgue sempre, mas não seja incoveniente


Divulgar o seu trabalho é a chave para o sucesso. Divulgue sempre! Nesse item só é preciso ter um certo cuidado: não seja chato. Não seja lembrado como a pessoa inconveniente que fala do seu blog quando ninguém quer saber. 

O segredo é começar divulgando nas suas redes sociais pessoais. Para amigos, familiares e conhecidos. Vá falando, falando... Deixe de lado aquela ideia de comentar no post da fulana "Lindo post fulana! Conheça meu blog TAL!". Isso é chato e ninguém gosta. A fulana (nem ninguém) não terá vontade de visitar o blog de uma pessoa que faz esse tipo de comentário.

Cuidado: não estou dizendo que você não pode comentar em outros blogs e por fim deixar seu link. A questão é que o motivo do comentário precisa ser realmente o comentário e não a divulgação do seu blog. Faça comentários inteligentes e que acrescentem algo!

Uma coisa que mudou totalmente meu blog foi a criação de cartões de visita. Depois de um tempo você percebe que só no boca a boca não é legal. A vizinha pergunta "nossa, você tem um blog? Qual o nome?" e aí você responde "Charme Divino". Passa cinco minutos e ela pensa "Charme o que mesmo?" e acaba que a vizinha nunca visita seu blog. Triste realidade.

Portanto, ter cartões de visita é muito legal para divulgar seu trabalho. Quando alguém pede alguma rede social sua, seu email, telefone ou até mesmo o nome do seu blog, você possui uma maneira fácil, rápida e memorável de divulgar seu trabalho. 

Inclusive, recentemente conheci uma plataforma muito legal onde você pode criar seu próprio cartão de visita ONLINE. E o melhor: por um precinho camarada. Dá pra personalizar do jeito que quiser e eles chegam prontinhos na sua casa. Se quiserem saber mais a respeito, o site é CRIAR CARTÃO. =)

Quem não é visto não é lembrado


E sim, baterei nesse tecla até o fim. Se você já me viu falando sobre blogsfera, é muito provável que já tenha me ouvido dizendo: PRECISA TER FREQUÊNCIA! E quando eu digo frequência, não quero dizer postar todos os dias qualquer coisa somente para encher o blog de conteúdo. Não!

Quero dizer que seus leitores precisam saber que pelo menos, no mínimo, de tanto em tanto tempo terá postagens novas. Que seja uma vez por dia, por semana ou por mês. Criar no leitor a rotina de entrar no seu blog quando ele sabe que terá postagens novas é muito valioso para o crescimento do seu site. Assim se cria leitores fiéis.

Imagine só. Você adora um blog, adora tudo o que aquele blogueiro faz, fala e escreve. No entanto, na segunda-feira acessa o blog e nada. Na terça, acessa de novo e não possui conteúdo novo. Na quarta já esquece de acessar. Tenta de novo no sábado e nada... Até que certo dia você para de acessar forever.  No entanto, se soubesse que no domingo teria postagem de novo, provavelmente teria acessado, né? 

É assim que as coisas acontecem, infelizmente. Portanto, para a fidelização do seu público e até mesmo para a sua organização pessoal, sugiro que você mantenha uma frequência de postagens. Você vai ver como seu trabalho mudará da água para o vinho. ;)

E ufa!!!!! Cansei de falar. Falei de mais, meu Deus! Hahahahaha! Espero muito que vocês tenham gostado do post e que de alguma forma ele tenha sido útil na vidinha de vocês.

Um super mega beijo e até a próxima! Goodbye! <3 

You May Also Like

2 comentários

  1. Adorei o post, Dóris! Minha maior dúvida é na hora de profissionalizar, como abrir empresa, etc... Você fará mais posts sobre o assunto?

    ResponderExcluir